segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Manequim


Era uma vez uma pessoa, uma pessoa comum como tantas outras. Ela como sempre fez passou de frente a uma loja de roupas, e na vitrine desta loja existia alguns manequins. Uns altos, outros menores, com peruca, de vestido outros de calças. Enfim, manequins!

A pessoa desta vez se interessou por um; - Por que não um manequim? Indagou.
E entrou na loja.
E dentro da loja tinha vários outros manequins, de variadas formas, com ou sem texturas, uns pareciam até reais mas a pessoa decidiu pelo manequim mais comum, aquele que vemos em feiras livres.
O manequim era de modelo feminino, posição ereta, de peruca de fio sintético, tinha apenas pintura nos olhos e na boca simulando batom nos lábios, estava nu.
- Eu quero esse!
Procurou um brechó mais próximo e escolheu as roupas mais simples, desde as peças intimas a uma jaqueta que de tão surrada perdera a cor azul. Comprou calça de linho na cor bege, aproveitou e comprou uma bijuteria para o pescoço.
Levou seu manequim. Montou-o e o vestiu. Colocou na sala próximo ao sofá de dois lugares e seguiu sua rotina diária.
No dia seguinte na euforia de ir ao trabalho a pessoa se assustou ao ver o manequim na sala, mas apos o susto sorriu pela tolice.
- Mais tarde conversamos.
E mais tarde chegou, e a pessoa sentou próximo ao manequim e começou a olha-lo. Olhou os cabelos, os olhos, as vestimentas, e achou que se esqueceu das sapatilhas para os pés.
- Amanha tratei teus sapatos.
E no dia seguinte foi a mesma coisa mas agora com os sapatos. No final do dia a pessoa sentava próxima ao manequim e o analisava. Sempre achava que faltava algo.
As vezes um da braços desencaixava do tronco, as vezes a peruca ficava torta mas nada que não pudesse dar um jeito.
E os dias se transformaram em semanas que se transformaram em alguns meses. A rotina era a mesma, mas a pessoa sempre achava um defeito no seu manequim.
Até que um dia se cansou de mudar, mudar e mudar. Cansou de mudar as roupas do seu manequim, da posição da peruca de seu manequim, cansou de encaixar o braço de seu manequim. Cansou de seu manequim.
- Você é como todos os outros. Achei que fosse diferente. Me decepcionei.
Quando comprei você pensei que seria diferente, mas você é um manequim, de plástico, igualzinho os outros. Você só muda de posição se eu o mudar, só muda de roupa se eu te vestir, só muda de lugar se assim eu o fizer. Você é um lixo!
E a pessoa pegou seu manequim levou para frente da casa, e deixou ao lado do latão de lixo. Voltou para dentro de sua casa.
E não demorou muito para que outra pessoa observasse o manequim proximo ao latão de lixo.
Não pensou duas vezes:
- Quero esse manequim para mim!
Pegou o manequim, despiu-o, retirou a peruca. E levou para sua casa, que por coincidência ou não, era um ateliê.
Lá ela tinha algumas roupas que precisavam ser experimentadas por manequim com o mesmo modelo que aquele que havia pegado perto do latão de lixo, um manequim ereto, modelo feminino. O vestiu e a pessoa se alegrou por ter feito um bom achado.
E todos os dias pessoas comuns compram seus manequins, os montam a sua maneira e algumas vezes se decepcionam com aquilo que criou, mas também pode acontecer que outros gostem dos seus manequins.
Os manequins sempre serão os mesmos, por mais que o modelo seja diferente, mas existem vários deles uns iguais aos outros.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Retrospectiva de Setembro

Olá pessoas!

Vamos agora ao diário mensal sobre minha vida, caso não saiba, depois que tomei a decisão de mudar de vida ( pessoal, carreira ) comecei a gravar mensalmente os principais acontecimentos ( ou não ) que aconteceram comigo. Sempre digo aqui e volto a repetir, ouço e leio algumas pessoas dizendo para mim que não fiz NADA ate agora mas não acredito nisso.

A partir do momento que decidi minha vida, acontecimentos de todos os tipos, bons e ruins passaram a fazer parte de mim. E me tirou sim da zona de conforto.

Chega ser estranho para quem me conhece e deduz que não faço nada mas, quem é que paga as minhas contas? Minha mãe agora e não os palpiteiros hahaha' piada fall

Chega de introdução!


Vamos começar dizendo que setembro chove, e pelo que senti demorou muito cair algumas gotas d'água, muito calor, muito banho ... Ainda bem que onde moro não pagamos água.
Setembro também foi o mês que algumas gotas de sorte caíram na minha horta. Sim, acredite, dia 1 de setembro, foi o dia em que meu AMIGO BreneX me ligou perguntando se eu estava interessada em fazer um bico ( e não é para fotos ok ? )



Ele havia me oferecido outra vez e neguei e ele ficou p*%# comigo mas não me arrependi de ter passado pelo sufoco que passei na época não. Mas o bico de agora se tratava de fazer algo muito simples, tão simples que chegou ser cansativo, um bico feito na minha casa, lindo! Nem precisei enfrentar onibus lotado, nem gastar gasolina de onde não tenho para fazer o trabalho. A desvantagem foi que pouco de bunda que me restava devido ao sedentarismo ficou igual ao do Bob Esponja ... Quadrada! Mas valeu a pena.

Foi um dinheirinho mais lindo que havia recebido durante o ano todo, era como se eu merecesse e mereci sim oras. E dele eu já dei um destino, investir no Inglês ou seja, comprar meus livros/apostilas de inglês voltados a aviação.  Ate pretendo falar sobre isso mas no outro blog.

Depois, tivemos a visitas de 3 tios meus, irmãos do meu falecido pai; E um dos meus tios, no caso minha tia, passou uns dias aqui em casa.
O que pude aprender com a visita deles? Muita coisa, principalmente sobre o que cada um pensava do meu pai ... E assim imagino que por mais que sejamos nós mesmos, 24 horas por dia, quem nos vê, verá sempre diferente do que o outro nos vê. Pois é, reflexivo isso, então cada dia que passa e cada critica que ouço é para mim transformado em estrume de vaca. Adubo para mais tarde, quem sabe, presentear a ou as pessoas com um buque de rosas.

Mas o acontecimento do mês foi sem duvida a abertura de vagas para Comissário de Vôo da Gol, foi inacreditável, pois eu sinceramente não tinha muitas esperanças em poder ainda este ano tentar a sorte na área em que escolhi, e em tão curto prazo. Pois foi em agosto que consegui finalmente passar na Banca da ANAC.

Eu sei que existem muitas pessoas interessadas no mesmo cargo que eu, e muitas super preparadas, ingles afiado, cursos e mais cursos sobre como passar em seleções, como agir, como se comportar  na entrevista em inglês, blá, blá, blá ... Enfim, se eu pensar nisso ate choro. Mas como eu já disse, não quero pular etapas. Então não vou me desesperar caso não seja chamada para seleção. Se ate agora tudo está indo bem, por que colocar o carro antes do boi?

E falando em atropelamentos, eu decidi voltar a escrever no meu blog falido, as vezes quero desabafar e pelo Twitter me limita muito. Já no outro blog, também voltei a escrever. O assunto lá já é mais especifico, fala sobre atendimento ao publico, o meu forte e quero contar o meu progresso profissional também.

E você deve estar se perguntando, onde entra atropelamento ai? Entra porque ano passado eu paguei por domínio, foi barato mais tão barato que quando acabou o prazo de renovar eu já não tinha 39$ para fazer isso e detalhe, na época eu estava certa de comprar um modelo personalizado mas foi um custo conseguir a grana para pagar o domínio. Com isso aprendi uma lição.

Tendo meu blog falido já era difícil imagine se eu investisse muito num blog novo. Quando tive Orkut, e na era Formspring meu blog bombava de visualizações e as pessoas comentavam sobre as besteiras que escrevia mas hoje ... hoje :(
Por isso e por muitos outros motivos, quero tirar a poeira dos blogs. Não tenho vergonha de nada que escrevi, nem dos erros de ortografia, nem dos vídeos postados, nem do meu publico que é bastante diversificado.
E é isso, desde já agradeço a sua visita e a sua paciência.



Torça por mim!

See you later \o_



sexta-feira, 26 de setembro de 2014

CELG - Transtorno está com você !

Olá pessoas,

Mais uma vez venho falar do meu estado, Goiás e mais uma vez venho usar meu blog para queixar de um problema que vem acontecendo não só neste ano, e não só em regiões mais afastadas da cidade de Goiânia, um problema que existe há muito tempo e que infelizmente não é resolvido. As constantes quedas de energia.
Minha indignação começa com o reajuste, e seu comercial promocional fantasioso, com o slogan “trabalhando para fazer acontecer, a CELG está com você” AONDE?
Lembro-me do ano passado, onde passamos três dias sem energia e consequentemente sem água (sem energia não se liga a bomba para puxar água do poço artesiano) ligamos para o número de atendimento, onde fazer perguntas do tipo: “está chovendo, nublado, venta muito” e obviu que nada disso havia acontecido, o mais intrigante, é depois de três dias aguardando reestabelecer a energia elétrica, os trabalhadores que cumprem a função de checar onde está o problema nem sequer apareceram no setor em que moro. Ou seja, descaso total... Agora pagar em dias isso devemos fazer, caso contrário, na hora aparece um funcionário da CELG aparece para desligar a rede de energia, mas para cumprir o serviço que é de sua função, não.
Demoram e soube de casos em que alguns funcionários recebem valores para ‘’ colocar energia de volta na sua rua ‘’ como assim? Isso é um absurdo!
Dia 23 choveu, amenizou um pouco do calor que os goianos andam enfrentando, e dia 24 onde o céu estava limpo, sem nuvens, sem trovões, SEM NENHUM VESTIGIO DE CHUVA, a energia se foi, para se exata as 20:00h e só retornou na tarde de ontem às 18:40. Ligações? Milhares, não só daqui de casa mas de todos os que se sentiram lesados, perdendo remédios, animais provenientes de maquina chocadeira, carnes, e me diz se a CELG ressarci os prejuízos? SABE DE NADA INOCENTE.
E no atendimento por telefone ainda tínhamos que ouvir a atendente dizendo: - NÃO TEM PREVISÃO DE QUANDO IRÁ RETORNAR.
É como sempre digo, a CELG está de parabéns pelo serviço prestado, e o povo goiano também, que paga o preço pela má administração dos seus governantes, que tiram o seu de reto para não ser o responsável por tanto transtorno.
E se numa chuva de um dia foi um transtorno de quase 24 horas no dia seguinte, imagine quando começar as chuvas para valer?
É de pedir arrego ao Super Choque para ver se dá jeito.


quarta-feira, 24 de setembro de 2014

2014 Não Ame Por Egoísmo

Quem sabe este seja meu retorno?! Ou talvez não ...
Escrevi este texto ontem a caminho do curso da qual iniciei dia 7 de janeiro de 2014 e, geralmente escrevo em sobras de folhas dos meus cadernos velhos quando estou angustiada. E com tudo que me aconteceu de ruim neste final de 2013, decidi ser mais condizente com o que sinto e penso.
A vida é curta demais.
As vezes seguramos frases por medo de ferir os outros, mas acabamos por nos machucar. E as vezes, machucamos os outros por falar o que não mereciam ouvir.
Atenção, reflexão e compaixão antes de dizer algo é fundamental mas isto, é o meu aprendizado sobre a vida, e cada pessoa tem seu tempo de aprender com ela, qual forma é a melhor para expor seus sentimentos.


Decidi iniciar o ano escrevendo sobre o amor.

15 de janeiro de 2014.


Existem vários tipos de egoísmos. Mas tenho passado por um em especial.
O egoismo de sentimentos.
As vezes, as pessoas confundem o que sente. Pode ser carência, ou não.
Amor, penso eu, é algo muito especial, muito forte, algo que ainda não senti.
E dificilmente eu conseguiria expressa-lo de forma correta caso sentisse que estou afetada por ele.
O amor egoísta consome a mente daquele que o sente.
Seus pensamentos são de posse. Imagino que seja uma doença psíquica grave!

Quando sentimos algo especial por alguém, queremos de alguma forma dizer isso a ela e principalmente fazê-la sentir se bem com tudo que temos a oferecer. No caso, oferecemos o que de melhor o amor vai nos tornando. 
Porém, quando estamos doentes, não olhamos apenas o que sentimos, e fixamos na ideia de que o amor DEVE ser correspondido. Acredite, NÃO, o amor não precisa ser correspondido para ser sentido.
Pode parecer estranho, mas é verdade.
O amor é sublime.
As vezes precisamos abdicar daquilo que sentimos por amor. Principalmente quando não somos correspondidos.
 E amar, é querer o bem daquela pessoa.
Amar é gratuito. Não exige nota fiscal que comprove que recebemos. Se sentimos e doamos isto, ok. Já demos um grande passo, mas erram, aqueles que creem que amar é um dever de ambos.
Amar é doação.
Doar nem sempre tem como retorno o mesmo que se ganha. Por isso, nem sempre amamos para sermos amados.
Amamos para fazer o outro se sentir bem.
Amamos porque amamos apenas e simplesmente isto.

 Eu sei que você sabe quando não entra em sintonia com o outro o seu amor. E você sabe muito mais que qualquer um quando isto é evidente.
Se você ama alguém que não te ama, deixo-o ir.
Ele será feliz, e este não é o real sentido do amor? Querer a felicidade de quem se ama?
Você por ama-lo verdadeiramente, se sentirá feliz também.
Porque o amor é querer o bem de quem você quer bem. 

Não ame por egoismo. 





Gostaria que você visualizasse meu outro blog e me dissesse se está visualizando as imagens.
Avise-me por comentários, email ou pelas redes sociais.
Thank's

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Abra os Olhos Eleitores Goianos

Olá amigos eleitores ou seria leitores ? 

Hoje vou refletir sobre Política mas de uma forma simplificada, porque eu sou como assim como milhares de eleitores, o que sei é o que todo mundo já sabe.

Primeiro quero deixar claro que vou falar do atual governo do meu estado, Goiás. Um governo que está na administração há mais de oito anos, isso mesmo! E que apesar das bem feitorias deixa a desejar no quesito " ficha limpa ". E quero deixar claro aqui que dizer em campanha o que fez de bom não mudará minha opinião sobre o que penso do governo, pois o que foi feito de bom para o Estado não é mais que a obrigação de um Político eleito, ele está lá para nos beneficiar, não é é?

Mas, esse governo que deveria ter feito tanta coisa em mais de 8 anos, ainda promete fazer coisas tão básicas como melhoria na Educação, por exemplo. Seria ele tão visionário que só pensou nisso ( prometeu ) agora em campanha? 
E os escândalos? Seria toda uma população de um Estado, cabeça de camarão? Porque INfelizmente pelo que vejo nas pesquisas esse atual governo tem em mais de 45% dos votos, ou seja, mais de 45% de eleitores com uma memória fraca ou muito puxa saco, ou talvez quem sabe, devem estar por ai puxando bandeira para ganhar uns trocados.
E é o que mais me deixa triste, saber que tanta gente acha que dando mais 4 anos de credito vai ver melhorias. 

Só para se ter ideia, Goiás subiu no ranking de assassinatos, e se não bastasse, a educação que pode ate ser considerada uma das melhores ( de acordo com um famoso jornal daqui ) mas também deixa muito a desejar, eu estudei praticamente a vida inteira em escola publica, infra-estrutura fraca e professores fracos. 
Mas vamos voltar e falar sobre os escândalos esquecidos envolvendo tal político, cade os eleitores bem
Informados? Cade aquele povo que foi para a rua protestar contra ( sim ) a má administração? É de ficar de luto ...
Atualmente eu não tenho um favorito na política, desacreditei, pois aqui no Brasil dizem que é um país " democrático " e ainda sou obrigada a votar. O Brasil é um país maravilhoso sim mas é de doer o que é gasto em impostos e vendo essa grana toda jogada no ralo ou no "reto" de tanto político. Enquanto eu e tantas outras pessoas lutam por um espaço no mercado de trabalho. Sinceramente é de doer. 
É de doer que tantas pessoas se esquecem doa podres de seus governantes, é de doer que em sua maioria são pessoas carentes de informação e que infelizmente vendem seus votos ou se sentem no direito de " pagar um favor " a um político especifico porque ele fez alguma coisa boa. Gente, não somos
Obrigados a dever nada a político algum, somos obrigados a votar, mas pelo amor ao nosso Estado, votem conscientes de que são mais 4 anos de governo, e que não adiantará nada dizer que não votou em fulano ou beltrano. Porque será desmentido no dia da posse. 
Como eu disse, não tenho um favorito. Ainda tenho a impressão que todos são farinha do mesmo saco, mas pelo menos eu nunca me arrependi e nem vou me arrepender de ter jogado meu voto " democrático " fora.


quinta-feira, 11 de setembro de 2014

De volta ao Blog

Olá pessoal como vão? Eu vou bem ( na medida do possível ).

Nesses longos três meses sem postar nada eu fiz muitas coisas /uteis/ na minha vida. E vou resumi-los aqui pois devo 3 vídeos de RETROSPECTIVA e lá vou ser bem prolixa.
Para começar vamos ao mês de Junho, o mês em que eu tive tempo para por em dias todo o aprendizado do Curso para Comissário(a) de Voo. Eu poderia ter continuado os estudos logo após o fim do curso, que foi em abril, mas preferi dar um tempo para pensar como resolver minha vida profissional, porque como sabem, estou desempregada desde novembro do ano passado. Mas sou brasileira, e mesmo queixando eu tenho meus planos concretos e abstratos, e nesse ultimo passei acreditar na ‘’ fé ‘’, isso mesmo, coloquei fé que iria ganhar na Loteria antes mesmo de conseguir um emprego. Ok gente, é bem fantasioso da minha parte mas quando coloco uma coisa na cabeça só levando uns dez baldes de água fria para tira-lo.
Joguei todas as segundas, quartas e sextas, os jogos variavam entre a Mega-Sena, Lotomania e Lotofacil e depois de perder muito dinheiro na primeira semana, decidi que jogaria apenas na Lotofacil. E acreditem, comecei a ganhar!
Prévia da Retro 3 em 1 ~~ achei meu '' zói '' engraçado!



Primeiro ganhei pequenos valores, 3 reais ... depois 6 reais, até 15 reais mas nada muito animador, pois com o dinheiro do premio eu jogava novamente e foi assim até a metade do mês. Até jogar na Mega-Sena, num bolão de 5 pessoas e o inesperável aconteceu: FIZ  A QUADRA DA MEGA SENA! Se tivesse jogado sozinha faturaria 400 reais, mas como foi bolão, levei para casa 80 reais. E pensem, eu queria jogar todo o dinheiro na Lotofacil, certeza que eu ganharia um dinheirinho bom. Mas não o fiz.

O dinheiro foi praticamente para lavar o carro que não via água a meses ( verdade ) e a outra parte no dizimo a igreja. Não sou batizada mas como era o mês dá fé, lembram(?) eu queria poder ajudar a igreja ( o que a igreja faz com o dinheiro já não é mais problema meu, a contribuição eu fiz ). E segui o resto do mês jogando, jogando e jogando.
Para saberem o valor real que joguei em todos os jogos da loteria durante o mês de Junho, acessem o meu Canal do Youtbe, lá detalho isto.

Alem do jogo, também foquei nos estudos, claro! Estudei as matérias que tinha mais dificuldade, e revisei as que já sabia. Resultado: REPROVADA EM RPA – Regulamentos da Profissão de Aeronauta, matéria da qual a minha turma mais temia no curso e eu passei na escola mas na ANAC por excesso de confiança fui muito mal. E para terminar o mês de junho, aconteceu mais algumas surpresas boas. Estas que eu prefiro não comentar.

Agora vamos a julho, julho começa com a ansiedade para prova, como já sabem, reprovei em um bloco, então após dia 17 ( data em que fiz a primeira prova ) já fui logo pagando a GRU e remarcando a prova. Depois de cinco dias após pagamento e emissão de documentos para marcar a 2ª época, já deram a data para a prova, dia 11 de agosto. Esta segunda prova, só refaz o bloco em que você reprovou, eu no caso foi RPA. E o restante do mês eu ESTUDEI, ESTUDEI e ESTUDEI.
Estudei tanto que sou capaz de dar uma palestra sobre as todas as SIGLAS que compõe a matéria ( exagero meu aqui rsrsrs ). E alem dos estudos, continuei tendo aquele sentimento bom da novidade que me apareceu mês passado, que como disse antes, não irei comentar.

Agora agosto, o mês do des.... NAUM. Foi um mês maravilhoso para mim, dia 11 fui junto com minha família a Brasília, revi alguns parentes que não via a anos, apesar de não ter visitado o tumulo de meu pai, fiquei feliz em saber que meu tio está bem, se tratando de um câncer mas está mais vivo do que nunca. A vida é assim, uma caixa de surpresas e fiquei muito feliz e surpresa por meu tio estar bem. Voltando a prova, fomos para a ANAC, eu, mamis meu irmão e sua esposa. Ficamos esperando por quase uma hora no aeroporto mas se eu tivesse ido diretamente para a ANAC ( que fica ao lado ) já teria feito a prova hahahahaha.

Mas foi isso, fomos e após essas quase uma hora fui com a cara e coragem para a ANAC junto com minha mãe, ela é um tanto séria e ranzinza mas é muito cuidadosa, e quer o meu melhor. Não é muito de palavras incentivadoras mas quando cheguei no prédio e o porteiro disse: _ se quiser pode ir agora! Minha mãe logo foi dizendo: - Vai logo, acaba com isso logo!!!
A prova estava dificílima, ainda que eu soubesse as respostas, mas o nervosismo conta na hora de te atrapalhar...
Após a prova, providenciei a foto para currículo, e claro, atualizei meu currículo profissional, minha meta agora é me dedicar no inglês.

O que tenho que dizer sobre esses três meses? Primeiramente, esse curso foi muito bom para mim, foi a primeira coisa que fiz com toda a vontade do mundo, eu escolhi faze-lo sem qualquer palpite alheio, fui lá e fiz, perdi meu pai no caminho, nem sequer pude dizer a ele que estava matriculada, mas diante tantas dificuldades, eu prossegui e cá estou eu. Agora, estou disposta a correr novos riscos, ainda estou em busca de um emprego sim, mas focada em ser Comissária de Voo. Pode demorar? Pode sim, mas vou seguir em frente.
Eu tenho muita coisa para expor num só texto, e sei que pouquíssimas pessoas lerão ele. Talvez as mais interessadas mas acredito que não.

Queria dizer aqui que tive uns probleminhas com o Twitter, um adicionado de nome JOSE confundiu as bolas, sim sim, estou publicando o nome dele porque ele foi muito deselegante comigo. Nada contra as pessoas criarem seus perfis fakes para olhar as ninfetas na net, nada contra os caras casados fazerem suas cagadas mas eu sou bem CLARA, quando digo que não quero nada com ninguém, e gostaria muito que as pessoas respeitassem isso, eu sei que é pedir demais, hoje todo mundo quer ser uma subcelebridade, todo mundo quer ter razão mas o direito de um acaba quando o do outro começa, e eu tento ao MAXIMO ser educada, eu cultivo bem as amizades, inclusive as virtuais mas depois que comecei a focar na minha vida profissional que ainda se encontra uma incógnita eu deixei de lado muitas gracinhas, e minha paciência está bem curtinha com umas brincadeiras de mal gosto e/ou liberdades. Como o professor Edson dizia, não confunda fiofó com bunda. Então não confunda meu perfil de Twitter com chat de relacionamento extraconjugal e nem para namoro. Minha vida está bem fundamentada e a minha prioridade agora é os estudos e um bom emprego. Isto serve para qualquer um que por um acaso leia minhas postagens.
Adoro meus seguidores. Adoro minhas redes sociais mas não vamos deixar de viver uma vida real para viver uma fantasia, ok?

Ah, e na parte dos agradecimentos, quero agradecer a todos que viram até agora meus vídeos, os toscos, as Retros’ enfim, todos. Agora acredito que o Adsense funciona mesmo.


See you later

sábado, 28 de junho de 2014

Pensamentos ...

Quando a gente quer ser especial e não pode, quando tudo parece que vai dar certo e não dá, quando não sonha mais com um dia seguinte melhor que hoje. As vezes dá muita vontade de desistir. Porque não é apenas lutar, planejar, querer e sonhar, precisa que tudo esteja de acordo; o tempo, as pessoas, o lugar e a situação, e mesmo tentando tudo isso, não acontece como queremos.
Então, deitamos e pensamos que se desistíssemos de tentar, tudo se resolveria sem nosso controle, mas pensar não muda fatos, e falta de atitude também não muda condições. Mas também não fazer nada tem seu peso, pode ser sutil e aparecer quando se menos espera, aquela bomba que deixamos " pra depois ". 
Então não temos escolha mas se escolhermos teremos um resultado, pode ser igual ou diferente do que já foi antes. Vai depender de querermos ou não sermos especiais. 

sábado, 31 de maio de 2014

Passagem

Olá pessoas!

De volta, o blog precisa de muitos retoques mas estou tendo muitas limitações. Sem acesso a internet, sem tempo para ir a cidade e sem dinheiro as coisas ficam muito complicadas. Mas nada disso muda minha vontade de melhorar isto daqui.

Depois da morte do meu pai, muita coisa aconteceu e aconteceu mais internamente em mim que exteriormente. Minha visão para muitas situações foi deixada para trás e adquiri novos conceitos.
Tive que deixar de confiar em pessoas que acreditei que me apoiavam e descobri quem realmente se importava comigo. 
Também aprendi a distinguir amizades por consideração de amizades por conveniência. 
Entrando neste assunto, percebi que '' amigos '' são muito mais que uma aglomeração de pessoas que convivem com a gente, muitas das vezes é superficial e sempre por trás terá uma cobrança, como se um favor dado precisasse ser devolvido. Enfim... a gente se engana, e as pessoas se enganam com a gente.

Como foram muitos acontecimentos ruins em curto espaço de tempo, reagi de forma que se eu me desesperasse de fato, ficaria a mercê das opiniões alheias. Tive que confiar nos planos que fiz, mesmo muitos deles não tendo saído da forma que eu gostaria,mas imagine se eu me desesperasse se meu pai morresse no meu aniversário, meu seguro desemprego não ter saído e o motor do meu carro pifasse de vez sendo que eu não tinha condições alguma de reverter essas situações!
Sinceramente não acredito que outra pessoa reagiria como eu reagi, não acredito que as pessoas sentem as mesmas coisas quando situações semelhante lhes acontece. Cada um é cada um.
Também vou ser franca que minha família não é igual a da novela das 21, não existe dialogo e minha mãe pouco se importa se eu estou ou estivesse triste por tudo ter dado errado. O fato é que eu só ouvi cobranças, dela, de quem convive com ela, de quem me conhece e até de quem não me conhece.
Reconheço que eu dei muita liberdade a muitos que não significam nada para mim, mas eu gosto de opiniões diferentes, ouvi-las não me fará mudar o que escolhi porém algumas criticas passaram dos limites. Tampar os ouvidos? Talvez, mas ignorar é sempre o melhor remédio.

Estou contendo um resumo do que sinto e do está ao meu redor, você leitor, pode não ter me conhecido e talvez nem se interessará de ler tudo que escrevi, mas é a forma que uso para '' conversar com alguém ''.

Comecei a gravar um vídeo por mês, para contar o meu progresso, porque disse em outubro do ano passado que algo iria acontecer no final do ano que mudaria a minha vida e aconteceu ...
Agora com planos feitos, mesmo que demorando, cada passo que faço é registrado e essa foi a forma que criei para lembrar de como foi meu ano de mudanças. Fiquei até impressionada que algumas pessoas conhecidas viram meus vídeos, realmente não esperava que assistissem.
Muito obrigada pelos que estão acompanhando, eu reconheço que alguns querem minha vitória.

Deixei dois vídeos em posts anteriores, agora os que não publiquei aqui.

:)




Em breve postarei no meu canal o vídeo do mês de maio, aguardo vocês lá.

See you later \o_

terça-feira, 18 de março de 2014

Se Você Fosse ...

Todos os dias usamos frases que podem mudar completamente nosso humor. E pode mudar também o enredo da nossa vida. Se abençoamos abençoado estamos, se julgamos julgado estaremos. É regra!

Não quero usar o clichê de " leis universais " ou " leis divinas " pois você tem isso decorado em sua mente mas dizer que sabe não significa saber.

 Então estamos conscientes de muitas de nossas escolhas e, quando não refletimos sobre essas escolhas, vai se tornando automático. Que pode te fazer ficar no estado em que está por muito tempo.

Mas somos seres humanos. Querendo ou não somos mutáveis e muitas das vezes somos obrigados a fazer escolhas que não vão de acordo com o que achamos certo. Um bom exemplo são as nossas leis constitucionais, no caso brasileiras, quanto a criminalidade. Não concordamos mas o que podemos fazer se não basta 1 ou 2 pessoas mas sim a nação inteira querer e FAZER a mudança ou as mudanças necessárias?!

Ou quando estamos gostando de alguém mas que só isto não bastaria, mas também este alguém nos querer? Entendeu? Nem sempre é como queremos, então mudamos ou aceitamos a condição.

Minha vida mudou muito nos últimos anos, mais precisamente depois de uns 4 anos para cá. Por mais que eu acreditasse num velho conceito meu, as coisas não iam como eu planejava. E percebi que era pelo simples fato de fazer sempre as mesmas coisas, e consequentemente agir como eu dizia.

Por muitas vezes acreditei nas pessoas, e por muitas vezes me senti iludida por elas, demorou muito para aprender a não culpa-las mas responsabilizei como eu sentia em relação a isso.

Não tinha uma foto decente para esta postarem :) deixei a da minha filha mesmo.


E passei a perceber que usava uma espécie de " mantra " mas que não me ajudava em nada.
Esse " mantra " me estagnava em relação as pessoas, em relação a relacionamentos ( familiar, interpessoal, amoroso ). 

A partir do momento que tomei consciência disso, fui mudando a forma como olhava, aceitava e recebia.
O mantra é dizer " SE VOCÊ (NÃO) FOSSE ... " dai você que lê pode me perguntar: Fernanda, mas você disse em relação a tudo!? E eu te respondo que SIM, essa frase pode fazer milagres ou trazer desgraça na sua vida.

Geralmente usamos essa frase para acusar alguém, porque é tendencioso as pessoas colocarem a culpa nos outros, mas existem também aquelas pessoas que se culpam, usando a mesma frase.

Se você não fosse tão estúpido.
Se você não fosse tão cabeça dura.
Se você não fosse alto, baixo, gordo, magro, chato, legal, azul, amarelo, solteiro, velho, casado, etc.

São infinitas possibilidades que usamos para acusar ou referir a si mesmo. E muitas das vezes para o lado negativo.
Para que nos bloqueie que tomemos uma iniciativa diferente daquela que escolhemos sempre.

O " se " é que mais tem força em nossas vidas. O " se " pode ser para mais ou para menos, o " se " nos da a possibilidade de pensar numa nova possibilidade assim como pode nos limitar.

Se eu fizer isso, aquilo vai acontecer.
Se eu não fizer isso ...
Se eu quisesse ...
Se você quisesse ...

O " você " é a direção que tomamos, ele pode ser tanto para si mesmo quanto pode ser para se referir a alguém. 

Mas alerto, quem escolhe mudar não é os outros em relação ao que você pensa sobre eles, mas sim você mesmo, que pode mudar em relação aos outros.

" Fosse " um verbo que indica uma escolha que poderia ser diferente caso você quisesse ou caso você imaginasse que poderia ser.
 Funciona como o gatilho, quando acusamos alguém, jogamos para ele a responsabilidade de nossas escolhas e não das escolhas deles. Por exemplo:

Você espera que seu amigo fosse pontual mas sempre se atrasa. Logo o acusa de irresponsável. E tão logo diz a ele: se você não fosse tão irresponsável!
Mas o que esta acusação mudaria na vida dele? ... Nada.

Mas você está consciente de que ele não é pontual, então por que insistir com isto?

Agora, quando se está ciente que poucas serão as mudanças dos outros em relação a suas vidas, que tal então você ser responsável pela suas escolhas e pela sua vida?!
Dai vem o " fosse " para si culpar. Quando caímos em si nos culpamos mas não precisamos permanecer nesse estado por muito tempo, ele serve como o gatilho da mudança ( geralmente para melhor ). 

Se você não fosse relapso? Você seria mais responsável :)
Se você não fosse incrédulo? Você teria mais esperança :)
Se você não fosse teimoso? Você aceitaria novas possibilidade, opiniões, etc.
Se você  fosse ... 

É uma nova visão de possibilidades que temos para mudar aquilo que está engessado em nós.

E não adianta argumentar em usar esse " mantra " para mudar os outros, isso não funciona, nunca funcionou.

Por isso, foi a partir do ponto que parei de usar essa frase para as outras pessoas que passei a vivenciar novas experiências em minha vida. 
Aceitei os outros como são e passei a me aceitar mais. E sei ainda que as relações que tenho com as pessoas hoje, são baseadas nas escolhas passadas que fiz em relação a essa frase.
Mudei meu ponto de vista. E foi bom pra mim. 

Escrevi esse texto porque vi situações em que me disseram:
- Fulano disse pra mim que se eu não fosse ( assim ou assado ) o fulano estaria comigo. 
Será? 

As pessoas tem muito disso. Jogar a responsabilidade de suas escolhas nos outros. E sinceramente, se eu continuasse pensando como a pessoa que pensou assim, com plena certeza que hoje eu não estaria tão satisfeita como estou agora. Estranho? Não, simplesmente estou aberta a novas possibilidades.

Alias, posso estar escrevendo para poucos ou para ninguém, mas idai? Isso realmente importa? Para quem? Para mim obvio.

Até a próxima e reflita sobre o que leu.

domingo, 2 de março de 2014

Retrospectiva Fevereiro

O ano mal começou e muita coisa aconteceu.




Primeiramente não estive longe dos problemas, NÃO existe métodos mágicos para que eles sumam, nem desaparecem aos poucos, e sim se acumulam caso eu não os resolva.
Os de caráter financeiro são os que mais pesam na minha consciência, e aplaudo quem consegue dormir mesmo devendo.

Penso que existe diferença entre viver e sobreviver.
Viver é se alegrar mesmo em momentos conturbados, sobreviver é estar escravizado a uma rotina de trabalhar apenas para comer e ter onde morar.
Desculpa sociedade isso não é vida e o mais triste é que milhões de pessoas apenas sobrevive.
Eu ainda não estou inclusa nesta segunda idéia, apesar de estar endividada até a alma e desempregada, ainda sim, não sou escrava da rotina de sobreviver, e agradeço a minha mãe, que segura as pontas enquanto pode.

Mas quero escrever aqui algumas novidades. Uma delas é que estou estudando novamente, pois é, logo eu que vivo reclamando, mas sou extremista em alguns aspectos e quando se trata de não perder boas oportunidades eu pulo de cabeça.

Agora estou estudando para ser Comissária de Vôo, ou " aeromoça " como costumam dizer rsrs, te digo que foi o melhor curso que fiz, pois uniu duas coisas que tem tudo haver comigo, viajar e pessoas. Me dou muito bem com publico e claro, amo viajar ! Pra mim ate uma viagem de ônibus coletivo já me basta ( não estando lotado claro ).
Os professores são capacitados e da pra tirar muito com as experiências de cada um, tive a oportunidade de voar num aviao pequeno e descobri o quanto somos pequenos perto da grandiosidade do céu, flutuamos, gritamos, sobrevivemos :)))  


As matérias sao fáceis mas exige do estudante muita disciplina, pois mistura meteorologia, temas médicos, regulamentação trabalhista e aeronaves. Mas digo, vale a pena.

Agora quero entrar n'outro assunto, ate batido, mas quanto mais tempo de internet tenho, mais descubro o quanto de ignorância existe nas pessoas.
É sobre o livre arbitro virtual.
Ora, todos sabemos que cada um faz o que bem entender, principalmente se tratando de internet, e hoje com tanta facilidade, tantos meios de se expressar fica ate mais fácil, ou era pra ser fácil neah?!

O que mais me entristece na internet é a falta de educação em geral, e não estou falando de escrever errado não, pois aqui você pode ser a pessoa mais culta mas tente fazer uma boa redação usando apenas LÁPIS e PAPEL, sem auxilio de corretor ortográfico, Google, usando apenas a sua intelectualidade que tanto cobra das pessoas! ... Mas o pior é quando as pessoas se sentem no direito de ofender o outro só porque não concordou com a opinião diferente da sua. Eu poderia ignorar como muitos fazem, mas prefiro não me juntar a ignorância como a maioria. E lutar pelo menos pelo direiro de defender a minha idéia. Explico melhor no vídeo mais recente. 

Preciso me desculpar SEMPRE por fazer esse mix no blog, minha cabeça funciona como um liqüidificador e se falo de flores aqui posso falar logo em seguida de bosta. Mas não deixo de falar.
E digo, me expresso melhor escrevendo que falando.
Por isso, escrevo agora. E espero escrever sempre, seja aqui seja onde for.

Alias, não postei o primeiro vídeo, RETROSPECTIVA JANEIRO aqui, então farei isto neste post mesmo :)