segunda-feira, 5 de agosto de 2013

тô 100 ι∂єιαѕ'' - The last post !

Olá pessoal, como estão? Espero que bem.

Este post é bem obvio. Deve-se ao fato do blog falido está realmente falido e, completamente sem ideias. Poderia ser triste, eu poderia fazer como algumas pessoas costumam fazer, simplesmente não postar nada e deixar de lado um blog que não deu certo. Mas, pelo contrário, eu acho que este blog deu certo sim. Deu certo porque ele antes de ser o que é era um blog de ajuda animal, mas que por meio dos meus novos amigos que conheci pela internet tive mais animo de postar sobre coisas divertidas, sérias, sem noção enfim, sobre tudo. Foi um blog legal.

Tive coragem até de postar outros vídeos alem daquele chamado ***ORACULO, vídeos que juro que tentei fazer o meu melhor, mas foi divertido. Eu queria agradecer a todos que participaram de alguma forma no blog seja dando sugestões,  criticando e/ou visitando mas é complicado citar nomes, muitos, acredite, são pessoas que convivem ou conviveram comigo.

 Boa parte dos meus visitantes eram do Formspring, e foi por meio deste site que conheci muita gente legal que continuo mantendo contanto.

Outros eu conheci por Twitter, Imo, Facebook, Google+,  que também me ajudaram a dar apoio ao blog. Aprendi muita coisa mas descobri que ter é muito divertido ter e ver outros blogs, sigo vários, e semanalmente leio alguns, compartilho, porque acho legal divulgar o que é interessante.
Por isso, e por tudo, eu decidi aposentar este blog.

Quero agradecer ( novamente ) a todos, mas em especial, o Edenilson, que foi o que mais me incentivou e o Leandro, que foi o que manteve contato comigo e com o blog.
E não vou me esquecer do  Sr. Christiano Puppin que sempre leu meu blog e, sempre que o vejo ele me pergunta se há alguma nova atualização.

Mas eu amo escrever, eu gosto de brincar com novas técnicas para blogs e quero continuar falando de algum assunto legal e resolvi, criar um novo blog, porem este, direcionado ao que trabalho, com atendimento ao publico, e falando também sobre assuntos relacionados a secretariado e eventos, assuntos também que fazem parte do meu currículo.

Videozinho pra quem tem preguiça de ler !

Espero que gostem, e um grande abraço!

See you later \o_

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Frio de Lascar

Frio de lascar !

Olá pessoal como estão? Espero que bem.
Hoje ( 23/07/13 ) fez um frio de lascar em boa parte do Brasil. Já fazia tempo que o Goiás não recebia uma frente fria tão tensa como essa mas pelo menos dá pra voltar a usar roupas mais elegantes, é que eu em casa pareço uma mulher das cavernas.

Comecei a cogitar na ideia de deixar esse blog de lado, não chorem, mas também não precisam dar graças a Deus por isso ¬¬ , ou pelo menos escrever esporadicamente ( você já faz isso Fê ) sobre coisas mais pessoais ao invés de assuntos batidos, afinal, já faz tempo que meu público passou de brasileiro a russo e migrou para outras redes sociais cuidando das suas vidinhas ocupadas mimimi.


Aconteceu muuuuuita coisa comigo, tipo, NADA, nada de especial, o de sempre como sempre, para sempre. Animador eu sei, mas fazer o que? Este semestre estou mais ciente do meu carma e, deixei de lado muita vontade insana de enriquecer a todo custo e, estou acreditando em milagre, mentiiiiiiira, mas não custa dizer neah?

Mas também não posso reclamar, conheci um doutor PERFEITO, dentista Ademar, que faz um bonito trabalho voluntário, indo em seu ônibus-tório ( mistura de ônibus com consultório que acabei de inventar ) nas pequenas cidades, ele já viajou o mundo inteiro, criou até um leão
 *----* mas esses detalhes não vem ao caso,  ele fez o milagre de me tirar as fortes dores de dentes que eu sofria, extraindo meus sisos sem dor/ é que morro de medo de dentista =)

E fui a eventos sociais!!! Fui a um casamento em que a noiva chegava de helicóptero e o noivo de cavalo branco, pira! Quando eu casar – tipo daqui 40498502840980980 anos quero um casamento bem excêntrico também =)

Sebastiana em grandes proporções !


Comecei a estudar pela internet, cursos rápidos, relacionados ao atendimento ao publico e secretariado, e comecei a escrever textos para meu novo blog que também é relacionado a área em que atuo e, sabe o que me deu mais pique de escrever sobre isso (?) o fato de como as pessoas enxergam de uma forma equivocada os profissionais que trabalham atendendo os anseios das pessoas em relação a empresa, e também valorizar profissões que atuam com atendimento ao publico. Eu por exemplo trabalho com a quase cinco anos e foi graças a este emprego que me formei e comprei meu carro, enfim, vai ser melhor usar meu tempo livre escrevendo sobre coisas mais proveitosas.

Apesar desses anos todos com o Tô 100 Ideias, perdendo e ganhando leitores, com ou sem perspectivas para melhora-lo, foi legal, eu falei de coisas divertidas, eu brinquei, gravei vídeos toscos, conheci gente nova, aprendi a lidar com criticas e conheci blogs maravilhosos e graças a toda essa evolução eu decidi me aperfeiçoar como blogueira.

Então meus queridos leitores russos, portugueses, mexicanos, estadunidenses e brasileiros, obrigada por me acompanhar seja por aqui ou pelas outras redes sociais como o Twitter, que sou mais ativa. Valeu mesmo :)
Um grande beijão, e espero que suas vidas sejam iluminadas e cheias de boas novas.

Ahh e antes que queixem, que eu sei que não vão fazer isso, sim, eu disse hoje dia 23 de julho de 2013 no inicio deste texto, mas postando no dia seguinte, é que quero fazer jus ao fato de estar deitadinha curtindo o frio enquanto escrevo este texto ao som de Paranormal Attack – Blasted Mechanism.

See you later.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Desmitificando Contos - Parte 1

Olá pessoal,


Iria contar este conto por vídeo mas fiquei com receio dos votos negativos que obviamente receberia.
Então optei por escrever mesmo.






Era uma vez, um homem pobre que se chamava João.
Apesar da dificuldade financeira, ele era um homem de fé, acreditava no poder dos milagres.
Um belo dia passou na porta de sua casinha alugada, um vendedor de feijões mágicos, os tais feijões trariam prosperidade a quem plantasse, logo, o pobre João se sentiu interessado no produto.

- Plante e acredite! Assim dizia o vendedor que foi se embora levando 5 reais do pobre João.
João muito esperançoso plantou, e logo nasceu capim.

Fim!

(:




sexta-feira, 21 de junho de 2013

Sobre o que eu acho das Manifestações Brasileiras

Olá pessoal.


É com muito orgulho que volto a escrever no blog falido.
Ele ficou tão jogado que criou teias de aranha.

Bom, muita coisa aconteceu e o melhor de tudo foi que aconteceu com o Brasil. Simplesmente “acordou” !!!
Por isso, gostaria de aproveitar para falar a respeito desse despertar coletivo.
Talvez você que está lendo agora pense algo como: - Bah! Só está falando agora porque é o assunto do momento. #Poser
E respondo, de fato!

Dias atrás comentei que não comento sobre política, ou sobre assuntos que NÃO vão fazer qualquer tipo de mudança real, pois é lógico, falar é não fazer é sacanagem e reclamações como essa são bem clichês também, enfim, hoje vou dar minha breve opinião – eu sei que você não pediu e tampouco quer saber da minha opinião – sobre o assunto que correu o mundo inteiro ( mundo é muito grande, quem sabe, melhor seria a Terra inteira ).

Então vamos lá:

Dias atrás, estávamos, eu e um adicionado do Facebook, falando justamente sobre as manifestações. Ambos concordávamos sobre tudo que falávamos e o teor da conversa era, “temos que lutar pelos nossos diretos” e paremos de ser “manipulados”. – não sei se usei certo o “paremos”.

Só que, olha, vou ser franca, nós brasileiros, sabíamos desde sempre que éramos manipulados, e nós brasileiros estávamos SEMPRE DE ACORDO com isso. Sério!
Você pode me xingar, dizer que só estou escrevendo asneiras mas é isso ai.

Não é de hoje que existem manifestações como estas. Não é de hoje que as pessoas clamam por justiça, e não é de hoje que falamos sempre os mesmos bordões:

- Político é tudo corrupto!
- Temos que mudar a política desse país, o sistema é falho!
- É preciso que a população se conscientize!
- É roubalheira que não acaba mais!
- Esse país tem que mudar!

E por ai vai.
O que está ocorrendo agora é o que chamamos de a manifestação do pensamento em conjunto, tirando do papel ou da ponta da língua o que gostaríamos que acontecesse, estamos saindo para as ruas para chamar mais e mais de nossos semelhantes para apoiar a causa de mudança, e a UNIÃO FAZ A FORÇA!

Apesar de achar ainda que o número de manifestantes ainda é pouco ( sim gente eu acho pouco ). Mas o grito de guerra (podemos assim dizer) está contagiando mais e mais pessoas, e isso é lindo de se ver!
Acorda meu povo! Pois somos nós mesmos que elegemos os ladrões e foram nós que demos poder para continuar perpetuando essa ladruagem por anos.
Anos estes que a grana que rolou solta dava para fazer muita coisa, muita coisa MESMO importante nesse país.

Alias, comentava com este adicionado, sobre o fato de nós como população, aceitarmos de braços abertos certos tipos de Projetos de Erradicação da Pobreza, as tais bolsas – auxílios. Isso sim, é um tipo de manipulação, penso eu, pois não é dando cartãozinho com graninha mixaria que faz com que se diminua pobreza.
Pense comigo, é um cartão auxilio que dá direito a receber uma quantidade X por quantidade de filhos que a mulher ter! É muita sacanagem mesmo isso.

É um tipo de programa que não muda índice algum ( a não ser o índice que o governo diz existir ) e sinceramente, todos nós sabemos que o Brasil é um país com grande potencial para ser explorado ( quando eu digo isso é em relação as riquezas naturais e relativas a economia de nosso país para nosso país ).
Penso mais longe ainda, se nossos ditos governantes fossem inteligentes o bastante e soubessem de fato administrar o Brasil a ponto de fazer mudanças significativas, cortaria excessos, e faria um mix de bons exemplos de governos exteriores aplicando aqui mesmo.

Existem países, por exemplo, ( Suécia ), em que os representantes não recebem salário. Ora, você pode pensar que dificilmente isso se aplicaria aqui, mas como seria um milagre divino, poderíamos então fazer com que cortassem custos abusivos para essa garotada engravatada que está nadando em dinheiro enquanto você que espera que algo mude, fica sofrendo e tendo que arregaças as mangas para conseguir um pequeno conforto na vida.

Então voltamos a falar sobre o fato de que somos nós, povo brasileiro, que demos corda a toda sujeira que deixamos acumular, mas que graças a nossa força, começamos a despertar, e que continuem o barulho, as manifestações, os gritos de ordem, e possamos agora tomar posse daquilo que deixamos de lado, sempre depois que exercemos o direito de votar.


Iria me prolongar mais, falando de vandalismo, mas prefiro falar da parte boa, pois é a que realmente nos interessa. Caso tenha o interesse em falar desse assunto, sabe onde me achar.


See You Later

terça-feira, 7 de maio de 2013

APRESENTANDO CHARLES BUKOWSKI AOS GOIANOS



Henry Charles Bukowski Júnior, nascido Heinrich Karl Bukowski, em 16-8-1920, na cidade alemã de Andernach, foi um contista, poeta e romancista norte-americano; sua obra, de caráter inicialmente obsceno e estilo coloquial, descreveu trabalhos braçais, bebedeiras e relacionamentos fugazes, fascinou mais de uma geração que nela encontrou uma literatura com a qual se identificou.

         Bukowski, quando criança, foi atormentado por um pai extremamente frustrado e autoritário (na verdade, um alcoólatra violento); ao atingir a adolescência, a isso se somou ter toda a parte superior do corpo e a face tomada por uma acne rara que o obrigou a se submeter a tratamentos médicos no hospital público de Los Angeles. No colégio, sua situação também não era das melhores; a ausência de carinho familiar e a vergonha de ter um rosto deformado o obrigam a fugir, abandonando o colégio para retornar apenas pouco mais de um ano depois.


O bar BUKOWSKI, no bairro de Botafogo (Rio de Janeiro/RJ).

         Neste período, encontra duas coisas que tornarão sua vida mais suportável: os livros e o álcool. Evidentemente, teve problemas com o alcoolismo; até em vista disso trabalhou em diversas ocupações temporárias, como frentista de posto de gasolina, motorista de caminhão, conferente de estoque. O emprego mais constante que teve foi no Correio dos Estados Unidos, onde trabalhou em dois períodos de tempo diferentes, nas décadas de 1950 e 1960, em um total de doze anos.





Teve seu primeiro livro de poesias editado aos trinta e cinco anos de idade; estreou na prosa em 1962, aos quarenta e dois anos. Escreveu grandes clássicos da literatura mundial, como “Fabulário Geral do Delírio Cotidiano”, “Notas De Um Velho Safado”, “O Amor É Um Cão Dos Diabos” “Mulheres”, e muito, muito mais!
            Faleceu em San Diego, Califórnia (E.U. A), em Nove de março de 1994, em consequência de uma leucemia.

“Mas, pra começar, o que ler de Bukowski”?

            CARTAS NA RUA: um relato sem meias palavras da vida deste escritor através de seu alter-ego Henry Chinaski; nele é abordada a época em que trabalhou no correio dos Estados Unidos. Imagine um cara já na meia-idade passar mais de 11 anos em uma rotina extremamente maçante, permeando isso tudo com bebedeiras homéricas, situações absurdas, altos e baixos, perdas pessoais, em meio a uma quase que permanente ressaca? Pois essa era a rotina do “velho safado” em dois períodos de tempo entre 1957 e 1969. Se você estivesse “condenado” a uma rotina estressante e sufocante como a descrita em “Cartas”, será que não agiria, não viveria de modo similar, pra não dizer, IGUAL?


            O AMOR É UM CÃO DOS DIABOS – certamente a coletânea de poesias mais famosa do autor; nela, cada estrofe (fui ver no dicionário se essa era a palavra adequada – não sei a diferença entre estrofe e verso, “parabéns” para mim, hein?) fere como uma navalha deveras afiada.


As vísceras do cotidiano são revolvidas e expostas, e de onde você menos imaginaria que pudesse brotar poesia, nascem versos de pura genialidade. Espectros recorrentes da madrugada procuram por um gole da bebida alcoólica mais forte disponível; são bares fechando, um cheio repulsivo de suor vencido misturado com o fedor de cigarro e vapores de álcool. Momentos em que a excitação surge da forma mais inesperada, ódios e melancolias palpitantes, momentos íntimos, prosaicos da relação homem-mulher, tópicos banais do cotidiano, as corridas de cavalo no hipódromo, música clássica, a vida em quartos imundos, esses microcosmos e outros tantos mais são o alvo do saudoso Henry Charles, esmiuçados em poemas escritos em 1974 e 1977, e mesmo tanto tempo depois, permanecem atuais (pois a vida, lá no seu âmago, não mudou quase nada), registrados em versos que continuam fascinar milhares de fãs da verdadeira literatura pelo mundo afora.
Sartre que me perdoe, todavia nem mesmo ele estava pronto para entender a surpreendente sutileza da escrita do “velho safado”!



     
 
NOTAS DE UM VELHO SAFADO – conjunto de crônicas redigidas para o jornal alternativo (de Los Angeles) “Open City”, o qual Charles Bukowski apelidou de “Open Pussy” (boceta aberta). Confusões envolvendo mulheres e imigrantes, falta de dinheiro, de perspectiva (de futuro mesmo), as situações mais descabidas no mundo do beisebol, o submundo da literatura, lutas de boxe, a Política americana daquela época (1969-1970), a Democracia, conflitos raciais e a hipocrisia de parte da sociedade americana em relação a isso, a loucura a que somos levados por uma vida pré-programada que nos é imposta, Literatura, taras sexuais, o movimento hippie, maconha, LSD, o Funky Bukowski, enfim, tantos e tantos contextos relatadas por um observador que não era lá muito chegado na erva, no rock and roll e no cinema, mas que nos legou O GUIA para se entender como eram os Estados Unidos naquele tempo, e porque continuam, de certo modo, a ser quase a mesma coisa na atualidade, tudo isso compilado pelo escritor mais HEAVY que a América produziu!


“Onde posso encontrar mais sobre Charles Bukowski”?





* Contando que este texto foi feito pelo Leandro A. Guimarães - meu psicanalista nas horas vagas ( quase todas ).
See You Later \o_

terça-feira, 16 de abril de 2013

Na duvida crie porcos.


Talvez alguém te peça para criar um gato pra cuidar das sete vidas dele ou quem sem sabe um peixe Beta. De imediato você deve ter estranhado o titulo desse post, mas não é brincadeira, crie um porco! Além de um bebê porco ser fofinho, ele tem mais mil e uma utilidades – que eu ainda não descobri!

Você pode acostuma-lo a andar numa coleira, dar banho quinzenalmente, não desperdiçar aquela comida que sobrou nos pratos do povão. Ter pena daquele bacon e, nunca mais pensar em comer aquele santa feijoada que te leva mais rápido para o debaixo da terra.

Um porco, ou melhor, uma porca é puro luxo! Você vai ver que eles interagem mais rápido que um cachorrinho, estão sempre roncando, emitindo um som engraçadinho quando se coçam. Derrubar tudo que ver pela frente! Uma porca pode gerar váaaaarios porquinhos, que por sua vez, podem gerar dinheiro.
Meu pai, antes de ser funcionário de uma empresa de energia, criou porcos e de acordo com minha mãe, foi com a criação suínos que eles saíram da miséria. Porcos é sinal de prosperidade, não é toa que fazem cofrinhos com formato de porco.

Sebastiana linda da mamãe *----* 


A minha leitoa tem um mês, foi batizada de Sebastiana. Gozado neah? E caso você queira me aconselhar a querer criar um bichinho mais aceitável como pet, te digo, tenho um gatos, três cães, galinhas ornamentais, um papagaio e agora essa mais nova integrante.

Eles ( os animais ) são muito mais simpáticos, e são espontâneos, além do que, animais não tem crise de forever alone e não questionam suas amizades, não precisam usar indiretas quando estão descontentes, , e não fazem favor em troca de outro, simplesmente vivem! Do jeitinho que eu gostaria que as pessoas fossem - sem exageros Fernanda! Enfim o jeito é desejar criar porcos e evitar de desejar ver um humano a Pururuca.


terça-feira, 2 de abril de 2013

Ed Nerd.


Oiee pessoal.
Espero que todos estejam bem. Só que ... sim estamos bem, mas sentimos muita falta de alguém legal, criativo e principalmente amigo: Ed Nerd!



 Edenilson, desculpa ser tão ‘’incisiva’’, talvez um tanto exagerada, mas assim como as pessoas sentem falta de seus amigos mais próximos, as pessoas também sentem falta dos seus amigos mais distantes.

Não me refiro a distancia física, pois agora temos propriedades para dizer que com a internet e por meio das novas tecnologia podemos nos manter tão perto quanto quem está perto e nada faz para que sintam sua falta. Digo ( WebCam, E-Mails, Cartas, Torpedos SMS e, redes sociais ). Ainda me referindo aos que não se fazem presentes mas estão próximos de nós, eu digo pra você, com toda certeza que muitas pessoas que conheço pessoalmente, não faz falta por serem superficiais, mesquinhas e egoístas, ligadas apenas ao mundo das aparecias, eu posso passar tão perto e ser como uma completa desconhecida porem, tenho que lembrar que por este e muitos outros motivos, o considero meu GRANDE AMIGO.

Você já me presenteou, me deu conselhos, me deu broncas, sentiu minha falta, e uma porção de coisa.

Compartilhamos nossas vidas, falamos dos nossos problemas, brincamos até!
Mas, como nem tudo são rosas, cada um tem que seguir sua vida.
Quando o conheci nossas responsabilidades eram diferentes, enquanto um estudava para concursos, o outro estudava em faculdades e trabalhava, como o tempo foi passando, o quadro inverteu, as responsabilidades de um pesou mais para o outro. Mas o que não mudou foi a nossa amizade só que o tempo disponível que cada um tinha para conversar com o outro foi diminuindo.
Tu não é só meu amigo, não dá para ser tão egoísta assim hehe’

Por isso sei que você tem muitos outros amigos virtuais espalhados pelos quatro cantos do Brasil, eles assim como eu, apreciam sua diversidade de abordar temas diferentes em vídeos, sim, porque tu tem uma capacidade criativa de fazer vídeos, falar de frente a câmera e tudo mais ( diferente de mim que sou um Ó ).

Então resolvi fazer este vídeo quase implorando pra você voltar para nós, de alguma forma, pois sei que muitos tem um carinho especial por você ser simplesmente você, e que por mais que sua vida fora do mundo virtual se encaminhe para melhor, nunca  SE ESQUEÇA DA GENTE!

:) 

quinta-feira, 21 de março de 2013

Diga NÂO!

Não querendo ser do contra, mas sendo. Ser prestativo e simpático a todo o momento só funciona para atrair pessoas folgadas, manipuladores e chantagistas – se é que podemos classificar chantagem e manipulação neste caso, redundância.

Somos condicionados a sermos bonzinhos; negar uma solicitação, uma ajuda, um “favorzinho” pode nos custar a patente der sermos pessoas boas, humildes... Madre Tereza de Cacultá. Daí você não será a irmã de igreja solidária, e sim uma egoísta. Vejam só, ele só pensa no próprio umbigo, não ajudou a irmã que deu para o homem casado e agora tá enxertada até o tampo, é um belo de um irmão que só pensa em si mesmo. Deveria ser envergonhar!

Se envergonhar é o cacete!

Não tem coisa pior que viver preso ao SIM. Você diz sim porque foi generoso e compadeceu da aflição alheia, daí por sua vez, isso vai virando uma bola de neve – se bem que essa expressão não cola no Brasil, bola de neve, tsi tsi¬¬  

É muita gente precisando de ajuda e uma pessoa só para salvar o mundo todo!
Agora faz o teste, tente dizer NÃO a aquela pessoa que mais parece uma maquina de pedir favores. Tente pelo menos uma vez olhar dentro dos olhos dela, tente fazer como aquelas vilãs de novela mexicana, e diga: NÂO, seguido de um sarcástico QUERIDA. Posso melhorar esse dialogo, segue abaixo:

Pedinte filho da puta:
- Ain flor, me ajuda, preciso muito que você faça um favor pra mim! Eu sei que tu não vai negar isso, é só essa vez’inha só!
Você ex empreguete dos filhos da puta pedintes:
- NÃO QUERIDA, tenho mais o que fazer.
Tá, foi muito forte, acho que não convenceria assim tão fácil um pedinte de favores. Mas você pode mudar a frase para:
- Não querida, tenho compromisso hoje e, é inadiável.
Se bem que dizer assim ficaria mais cara de dialogo de novela mexicana, prefiro a primeira opção, bem curto bem grosso.

Não me metralhe defensores da paz social da boa vontade caridosa de fazer favores a pedintes filhos da puta, vampiros assim o mundo está cheio, vá pedir a eles alguma coisa para ver as milhões de desculpas e a resposta que mais ouvimos ( principalmente com familiares ).

“ Minha filha, eu nem deveria te pedir pra fazer as coisas, eu fiz demais pra você, tem muito que agradecer “
Puta que pariu, dá até vontade de mandar alguém que diz isso ir se foder la na esquina do inferno!
Então desencana dessa de dizer SIM a putaiada vampira do seu meio social, seja ele amigo, colega, parente. Não tenha medo de negar favores quando não ser quer ajudar.

Ajuda não deveria ser feita por obrigação e sim por boa vontade. E não significa que tenhamos que sempre estar 100% disponíveis aos pedintes. Pois quanto mais você alimentar essa situação do SIM desmedido, mais frustração e raiva você alimentará dentro de si. E isso meu caro, isso sim é um pecado. Ir contra seus princípios e suas vontades para agradar uma plateia faminta por favores que nunca se cessarão.
Negue, diga não, diga não, diga NÃOOOO.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Antônio

Olá leitores queridos!

Já tem um tempinho que não ando dando a devida atenção a vocês. Mas por um motivo nobre, estava de férias, porém não do blog e sim do trabalho.
E pra variar, se não bastasse estou sem internet em casa. O que ajuda a desaparecer por completo. Às vezes alguém se interesse em saber no que estive fazendo fora da vida social e virtual ( postei um vídeo tosco cantando, mas cumpri a minha aposta com o Edenilson ), e digo porque eu dou muita atenção a quem me dá atenção, ou seja, VOCÊS DA NET :)

Nessas férias viajei, fui a Santos – SP e tenho que dizer, foi ótimo!
A cidade é linda e, por mais que alguns críticos cu sem lavar falem, não vi problema algum na praia. Só tenho que agradecer a oportunidade que EU MESMA ME DEI, de poder sair daquela roça chamada ABADIA DE GOIÁS.

Tô no meu direito de falar mal do que quero, o blog é meu viu, Universo conspirador!

Antes ainda, queria comentar que, fiz umas mudanças no layout da página e, não me agradou muito, deveria ter deixado como estava, mas vou tentar reverter ou melhorar pode ter certeza e, falar também que, decidi escrever este texto em terceira pessoa, pois facilita meu cérebro a dar ideias a novos temas, das quais, já estou trabalhando nisto.

Então, vamos ao que nos interessa. A mais um texto para o blog falido.

Eu espero que o texto te faça interessar em visitar o blog.


Antônio

Antônio  estava cansando dos resultados que obtivera ao longo de sua vida. Vivia com os pais, seu quarto era pequeno e, como o nome já diz, não tinha muito do que se orgulhar. Com poucas coisas e, vivendo à custa dos outros, se envergonhava por não seguir carreira de qualquer coisa que seja. Se é que isso é importante hoje em dia.

Por ser completamente dependente – inclusive de aprovações – se via como um parasita, que sem grandes perspectivas não buscava nem ao menos solucionar seu problemas mais simples.

- Por que eu faria tal coisa? Pensava Antônio .
 –Já fazem por mim e, quando decido fazer sozinho, sou metralhado por balas de opiniões. Alem do mais já sou visto como um incapaz pela família. Se não faço nada agora é para dar mais razões pelo cargo que me foi dado.

O fato de Antônio  ser completamente inerte, não ditava sua personalidade e qualidades.
Escrevia muito bem, adorava estudar! Principalmente se fosse sozinho, não que fosse um antissocial e inútil, mas, pensava melhor sem tumulto e estando longe de ideias desordenadas.
Sua rotina de vida era trabalhar e ir para casa. Se bem que, não se realizava no trabalho. Fazia de tudo e, quando se empenhava “menos” era recebido com duras criticas. “Normal, já estou acostumado com isso mesmo”.
Bastava um erro que seus colegas garimpavam defeitos para diminuí-lo.
Assim, ele vivia em nostalgia, queria poder remediar suas chateações. Lembrava muito de quando era criança e seus pais lhes enchia de agrados e elogios, planejavam até um futuro promissor ao garoto.
“Ele será um grande doutor”

Isso soava engraçado para ele, afinal, se tornar doutor era um desejo exclusivo dos pais, que em suas juventudes não conseguiram realizar seus desejos. Assim, Antônio  pensava que era um fardo ser o que eles gostariam que ele fosse.

- O que eles não conseguiram para si, passam a vontade para mim. Já perguntaram antes se era isso mesmo que eu gostaria de ser?

Ele tinha irmãos, muitos irmãos. Todos seguindo suas vidinhas longe da casa dos pais, longe virgula (,). Tiveram suas vidas independentes da mesma forma... Para sair de casa tem que casar!
- Que regra ridícula, se for pensar assim, a porcentagem de erros são maiores que de acertos. Dá para contar nos dedos quem ainda tem um casamento solido. Essa ideia é antiga, visto que meus pais são pessoas antigas e com pensamentos antiquados relacionados à forma de um filho se tornar independente.
Disto podemos tirar que Antônio , não sabia o que queria, mas sabia perfeitamente o que NÃO queria. E casar ele NÃO queria, de jeito nenhum!

Como sua vida estava mais vento do que polpa decidiu sossegar sua mente, pensar em nada. Pra ele era fácil, pois, nunca foi de ajudar com serviços domésticos mesmo e, seu lema era:
- Se não vou ajudar, não atrapalho.

Assim fica descomplicado ficar sozinho todo o tempo. Deitou-se e pensou no que seria sua vida se não precisasse ser visto como a “ancora” da família. Termo este que foi dado para descrever sua capacidade de ser lembrado como o estagnado e peso morto da casa.

- Se vivo eu dou trabalho aos outros, morto eu vou dar despesas!
Tá que Antônio  tinha uma conversa interna bem depreciativa, como de rotina só recebia criticas, não era surpresa se achar um completo zero a esquerda.
Imaginou-se mudando de vida e, nesse pensar, imaginou que começaria pelas atitudes mais insignificantes aos outros, aquelas do dia a dia, como por exemplo, para de dizer sim, quando se quer muito dizer não.
E seu primeiro exemplo imaginado foi se libertando da culpa de fazer o que não gosta para agradar aos outros.

- Não faz sentido. Por que faço isso sempre? E é o que mais faço diariamente. Até quando digo um não em tom alto, acabo cedendo e fazendo mesmo que reclamando o que me pedem. Sem falar que se eu argumento o motivo do meu não querer, vem com aquelas mil desculpas de que fizeram por mim até mais, quando menor. Espera. Eu não pedi isso, e favor bem intencionado não deveria seguir com um ‘’ o que eu faço pra você é o mesmo que fará pra mim “isso nunca funcionou comigo, por que continuo a cair nesse conto de araque de filhos duma égua sanguessugas”?

Então Antônio decidiu escrever em pequenos contos, de sua própria vida, para que posteriormente colocasse em prática as mudanças que gostaria que fizesse.
A primeira delas era se desapegar da dependência.
Afinal, sendo o filho que todos queriam, já não agradava, então nada mais justo do que deixar de ser esse servil e se tornar quem gostaria que fosse.

Não estou aqui tentando incentivar ladrões a serem políticos e nem políticos a serem ladrões ok?

A primeira lição que “Antônio” dará, escrevi para outro blogueiro, Anderson Matias,  acesse clicando no titulo do blog dele TUDO JAMAIS TEREMOS.

See You Later

domingo, 3 de março de 2013

Poker, um jogo fantástico!



                Quer aprender a jogar poker? É muito mais fácil do que você imagina, mas tem um probleminha...depois que aprender o poker, os outros jogos de baralho não terão mais graça alguma,pois este magnífico jogo de baralho é uma mistura de sorte, habilidade, instinto, paciência, coragem, sensibilidade, matemática, risco e estratégia. Você se diverte e ainda pode ganhar muito dinheiro.

                A modalidade mais praticada no mundo é o Texas Holdem, onde cada jogador recebe apenas duas cartas, sendo que cinco cartas comunitárias são abertas na mesa. Esta modalidade foi reconhecida como esporte no Brasil no ano de 2012 pelo Ministério dos Esportes e, com isso, os torneios pelo Brasil estão legalizados e a tendência é aumentar cada vez mais o número de praticantes.

                Você pode jogar online(pokerstars.com e outros sites) , com seus amigos ou nas diversas casas de poker espalhadas pelo Brasil. Em Goiânia há a Federação Goiana de Poker, no setor Jardim América, onde ocorrem torneios semanais rankeados e com ótima premiação em dinheiro. Lá você encontrará torneios com inscrição de 20 reais a 1000 reais, o que permite que pessoas de todas classes sociais possam participar.
                O Poker ainda encontra preconceito por uma parte da sociedade, que discriminam o esporte por ser baseado em apostas. Mas um torneio de poker não é muito diferente de outros eventos esportivos, por exemplo, para você participar de uma corrida é preciso pagar inscrição e os primeiros colocados receberão uma belo prêmio em dinheiro. Em qualquer esporte os atletas recebem dinheiro por seu desempenho.

                Poker é jogo de azar? A resposta é não! Jogos de azar são aqueles que você não pode mudar o resultado, vai depender apenas da sorte, como nas loterias ou bingo. Em um jogo de azar o resultado está apenas nas mãos do destino, a sorte é o único fator que vai determinar os vencedores. O poker não é um jogo de azar ,pois você pode mudar o resultado de uma mão por meio de suas ações, sendo que os melhores jogadores obtêm resultados bons regularmente.

                Poker Texas Holdem é fácil de aprender, mas para os iniciantes eu aconselho jogar torneios baratos e, à medida que for ficando fera no jogo, você começa a jogar torneios com inscrições mais caras. Você poderá ficar milionário, visto que o campeão brasileiro ganha em média 150 mil reais por etapa e o campeão mundial pode receber um prêmio de 10 milhões de dólares.
                Está esperando o que para aprender a jogar poker?  :)


Goiânia, setembro de 2012.


F. M



terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Experiências Continuas

Ano novo, novas promessas e a esperança renovada. É o que criamos como tendência para melhorar aspectos que não conseguimos mudar no decorrer do ano que se passou.
Criamos tantos hábitos para tentar driblar a mente dos erros que não consertamos que, vai ficando no automático.
Automático porque incorporamos em nosso dia a dia, uma série de crenças, tais crenças que ouvimos dizer que funcionam, e assim vai indo.



Nada melhor que uma imagem de Abadia de Goiás e o seu por do sol !
Ou talvez teria algo melhor que Abadia de Goias :/

 
Quantos de nós fazemos planos de vida no inicio do ano?

Quantos de nós nos comprometemos a dizer que nunca mais faremos “aquilo” de novo?


O fato é que, criar novas tendências para possíveis mudanças já é uma atitude automática.

Esses dias eu estava procurando algum assunto interessante para abordar no blog, queria que fosse algo diferente, até que me dei conta que todos os textos que lancei aqui foram na tentativa de serem textos falando de algo diferente e, não deu certo ¬¬

Pensei também que a maioria dos escritores de blogs amadores também escrevem e lançam seus textos pensando em algum assunto diferente. Por isso, creio eu que, a roda vai girando no mesmo sentido.

Então pensei comigo. – Poxa, talvez se eu escrevesse sobre assuntos polêmicos, talvez se falasse de algo que fosse tão tocante igual ao dedo numa ferida aberta, eu atrairia mais leitores e quem sabe então, mais pessoas debatendo sobre o mesmo assunto!



É... talvez fosse uma idéia boa mas, uma idéia que contradiz com minha experiência como blogueira amadora.

Porque pense comigo, por que motivo eu atrairia leitores com assuntos cabeludos, se há tanta gente que faz isso, e essa mesma gente arrasta mais gente para falar das mesmas coisas só que usando o amadorismo?

Acho muito chato copiar, e qualquer blogueiro acharia isso também. E qualquer escritor que se preze também acharia, e não haveria motivos de atrair um publico com novidades se tais novidades já tivessem sido criadas.
Enfim, é um assunto chato sendo explorando em um blog monótono.

Talvez eu tivesse prometido demais ano passado, e não quisesse cometer o mesmo erro este ano, até porque, eu acreditei em algumas promessas. Assim como me comprometi em acreditar nelas. Este ano eu poderia dizer, - Tudo vai ser diferente. Mas quero dizer que independente do que possa acontecer, tudo vai ser diferente.

Já iniciei este ano diferente, fazendo coisas diferentes, com uma visão diferente de tudo que achava que conhecia e que hoje acho que desconheço.

Quero iniciar o primeiro post do blog falando de experiências, essas que eu possivelmente irei enfrentar. Porque foi assim que após um texto incompleto me fez iniciar o blog, falando da experiência de estar em um Posto de Saúde.

Agora quero dar ao blog, aos leitores dele, e aos visitantes, novas experiências;


Talvez eu soubesse que se eu fosse mais especifica no blog falando de maquiagens, carros, músicas, ou da vida dos outros tivesse mais acessos, mas desencanei disso este ano.

O blog já leva o termo “falido” por não falar de assuntos específicos. E sim de qualquer assunto que me der vontade de falar, até mesmo não falar em nada.

Sem prolongas.



Estamos de volta.

Que venha 2013 com seus aprendizados e com novas experiências.