sábado, 15 de dezembro de 2012

Feliz Final de 2012


Olá pessoas.

Creio que já tenho moral de colocar no plural essa minha introdução, pois acho que conquistei uma quantidade legal de leitores. Por incrível que pareça, sim, LEITORES!
Esse deve ser meu terceiro post sobre finalização deste ano, que por sua vez, o mundo quer por tudo acabar com ele. Seja por meio de datas estranhas, por calendários de civilizações que nem existem mais, ou até por serem imprudentes ao sair dirigindo alcoolizado, acreditem, Goiás está superando outras grandes capitais campeãs em acidentes com morte em transito, ruim isso, mas devo admitir que nós goianos somos uma MERDA no transito.

Agora, estou escrevendo este textinho básico mesmo para agradecer a você que leu, gostou, palpitou e divulgou. Acho que sempre faço isso. Agradeço sempre.

Muita coisa aconteceu este ano, e uma dessas coisas é que conclui o Ensino Superior.
Não vou usar o termo FORMAÇÃO, porque um dia desses a professora de Ética contou um caso interessante, que seu professor ao ser convidado para ser homenageado na colação de grau, ela usou este termo, estou formada, e ele, acidamente respondeu que ninguém sai de uma instituição de educação formada, não somos moldes, e não estamos prontos nunca, algo do tipo.

Precisaria agradecer meus professores, inclusive de redação técnica. Onde me deram péssimas notas, e isso conclui que não aprendi absolutamente nada em redação, não é por menos, quem tem mais estudo, ou é apegado a ele, só de ler qualquer texto meu, vai sentir a diferença, enfim, não vou ficar falando do que não aprendi !
Fiz um breve vídeo de nove minutos, SIM DE NOVE MINUTOS. Falando exatamente sobre o que eu iria dizer em texto.

Alguns que já assistiram já deram sua opinião, mas acho que estão equivocados, pois, se moldaram em esperar vídeos do Youtube, com sentido cômico, ou com sentido explicativo sobre coisas cotidianas. E bem, aquele meu canal não tem um sentido e, por isso, não segue regras de temas a serem desenvolvidos.
Tudo bem, obrigada :)



Não se assustem, aqui dá para notar meu estrabismo que tanto falo =P


See You Later \o_


Um comentário:

  1. Estou feliz por tu ter completado o ensino superior, já que é algo que ha muito

    queria te livrar; se acha que não foi bem em redação técnica, nem te preocupa, mesmo porque

    a maioria dos alunos de universidade começam a “vigaristear” com os estudos depois de certo

    tempo, atesto isso por experiência própria. Todavia, vou prestar o vestibular em novembro

    pra tecnologia em gestão de recursos humanos... A maioria que mantem um blog não é “expert

    em português”, e quem fica “pegando no pé” por eventuais erros na escrita, a meu ver é

    mal-educado; o jeito que cada um escreve é algo pessoal e corrigir alguém nesse caso é de

    uma indelicadeza sem tamanho... Eu não sumo, meu problema é não ter internet em casa

    (ainda...)... Digo-te que, na minha “base de pessoas legais”, tu está no top Três... A

    respeito de “se ser polêmico em um blog”, há dúvidas se isso ainda é possível...

    MAIS IMPORTANTE – FICO TREMENDAMENTE HONRADO DE QUE ALGUEM GRAVE UM Vídeo PARA MIM;

    é possível que eu retribua isso na forma de vídeo também... Foram sete horas zanzando por

    Porto Alegre em busca de um presente adequado, que eu apenas fui achar lá pelas 19 horas de

    um sábado, e na Riachuelo, que é uma loja na qual não costumo ir. (E tem um “outro lado da

    moeda” nesse dia da compra de presentes, que me rescende a um sabor amargo...)... O pacote

    do presente chegou rasgado – é não dá para elogiar muito o correio; pensei mesmo em

    agradecer a instituição via face book, só que pelo jeito eles não parecem levar muito a

    sério o trabalho deles... (De Porto Alegre essa caixa saiu inteira...)... Você achou que o

    presente fosse ser determinada coisa e foi outra... As tuas caras e bocas e risadinhas

    deixaram o vídeo muito engraçado...

    ... Você mencionou o seu blog – o meu eu reiniciei, não daria pra manter o que está

    escrito lá, isso porque eu estou noutra, com um pseudônimo se torna mais fácil acertar e

    abordar certas questões. Por isso, eu não poderia ter a minha cara exposta em um blog... Por

    falar em “linguagem bem mundana”, quem sabe um dia desses te mande algum livro de dois

    escritores locais daqui, o David Coimbra e a Cláudia Tajes. Na obra do David, o que não

    falta são situações mundanas, adultérios e muito, muito mais. Procure no Google por – Jô Na

    Praia – e você terá uma amostra mais detalhada do que tentei passar. Quanto à Cláudia, o

    negócio dela é escrever livros do tipo “Guia Sexual da Mulher Feia” – esse é o título de um

    dos livros mais famosos dela, por aqui. Isso que você nem sabe da existência do

    Carpinejar... E o Caio Fernando Abreu é daqui...

    ... Para onde terá ido o livro do Camus? Eu descobri esse livro dezessete anos atrás

    em uma resenha da Veja, pode ser que fosse destino nos conhecermos em dado momento... Eu

    pretendo começar a apelar pra sebos também, posto que nas livrarias que vendem apenas livros

    “novos”, olha está difícil... A respeito da resenha de LOLITA, sugiro uma versão em vídeo e

    outra escrita, seria bem interessante se ter ambos

    ResponderExcluir