sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Absolutamente Normal


Olá !

Hoje eu estava trabalhando ( ô trabalho ) quando alguém, mais precisamente o Kendi centrado no parentesco japonês disse que gostaria que eu fosse menos louca. Perguntei o porquê disso, e ele me respondeu dizendo que sabendo da minha falta de senso, o faz sentir mais normal, e que ele gostaria de se sentir mais louco.
Ou menos normal O_o

Fato! Porque estamos tão ocupados tentando sermos normais, que quando compartilhamos um pouco do nosso ego, somos vistos como sem noção.
Talvez você se ache louco, ou não!
Talvez alguém o ache louco, talvez você seja louco, talvez não.
Quem determinou que a loucura é ser diferente do normal, e o que faz alguém ser normal?
Será que somos treinados para sermos iguais?
Sei lá, então vou dar as 10 dicas de ser anormal como sou, mas não estou fazendo apologia a condutas erradas, simplesmente isso é uma micro parcela do que é a minha vida realmente!


1º. Deva dinheiro - não há nada mais insano que dever dinheiro kkk’
E o melhor!  Dormir todas as noites sem lembrar que deve!
isso ajuda a ser doido.

2º. Ria em voz alta – é interessante pensar que todos querem se sentir bem, mas ninguém quer expor que está se sentindo assim, principalmente na fila de banco ou supermercado. Se você não expuser que está se sentindo bem sorrindo, eu não sei o que é então expor a felicidade! O_o

3º. Escreva errado – olha, esse conselho não é muito profissional nem interessante de se ler, mas caso você se lembrasse lendo em voz alta as palavras erradas que disse (escreveu), se sentiria mais inteligente em saber que você mesmo pode se corrigir !

4º. Converse consigo mesmo em voz alta – se você vive conversando com o seu ‘’ eu ‘’ interno em pensamento, comece a dar a oportunidade de dar a voz ao seu tal ‘’ eu ‘’ e de preferência bem perto das pessoas. Seres humanos são curiosos por natureza, querendo ou não ele vai pensar que você tem problemas psicológicos. Mas se pensar isso não será problema seu!

5º. Crie obstáculos – sim! Eu poderia mudar a temática, poderia dizer: - Cria problemas! Mas dá no mesmo, e você me perguntaria: - Por quê? Simples, sem problemas não há motivo para viver, se você não tem obstáculos para enfrentar, por qual motivo vive? Crie situações que precisem ser resolvidas, crie quebra-cabeça com problemas cotidianos, dê sentido a uma casa bagunçada, se está limpa, suje-a, se está suja, limpe-a!
Até uma árvore tem motivos para viver, e tem obstáculos para superar, então trate de criar os seus!

6º.Quando for fazer merda, pense em sua mãe – Porque geralmente quando fazemos burradas na vida, inconscientemente sabemos que estamos envolvendo uma parcela de pessoas no meio, e tudo que você faz, inclusive para o seu próprio malefício, afetará alguém, principalmente sua mãe!
Então quando for pensar em fazer desgraças em sua vida, pense como ela se sentiria, afinal, ela não deu a luz a um marginalzinho e nem a uma pilantrinha cascateira !

7º. Seja bem humorado – ter bom humor até quando está de mau humor é a chave para a loucura, porque ninguém gosta de estar perto de gente ranzinza e com cara de cu sem lavar, então se é do seu caráter ser assim, que seja sem afetar o humor dos outros, e se for para afetar, que seja dando a eles a possibilidade de sorrir.

8º. Erre muito na vida – errar é humano, ou é O Mano? Tanto faz o significado, sem erros não existem acertos, e se você acha que errar não faz parte da felicidade insana então não queira ser louco, pois para saber o gosto do doce tem que experimentar o amargo, a gente nunca sabe se algo é bom ou ruim até ir lá e comparar. É um exemplo bem podre meu aqui, mas tem gente que ama comer jiló e tem gente que odeia, mas para ambos, experimentar foi a solução para saber o gosto, e na vida é assim, se você não tentar fazer, mesmo errando você nunca vai saber se é bom ou não, então meu filho, erre!

9º. Procrastine – tem gente que não sabe o que é isso, eu também não sabia o que era exacerbar pois bem, mas procrastinar é o ato de adiar afazeres, se você faz tudo na hora, não vai saber o que é preocupar se com o tempo, e se você faz tudo certinho, como vai querer enlouquecer! Tente acordar mais tarde sabendo que tem que chegar na hora, você vai ficar louco!

10º. Abuse da irreverência com o tempo climático – olha, desrespeite o frio, usando uma regata, e fique com uma blusa de pelo sintético no calor, se sentir afobado, frio ou calorento, pode te deixar com os nervos a flor da pele, as vezes nos sentimos mal por simplesmente está vestindo uma roupa desconfortante. Até um uniforme pode acabar com sua paz física.

Estes atos insanos são poucos se comparado a tudo que faço e deixo de fazer para ser louca ( ou pelo menos considerada assim ) talvez sua vida esteja sem graça demais por falta de um choque elétrico, ou sua vida está uma zorra porque você não se organiza, em ambos casos, é bom rever sua rotina, e tentar mudar o que for preciso, e isto vai desde seu modo de agir até o modo de pensar.
Não tente ser outra pessoa, seja simplesmente você mesmo!

Eu não vou deixar de reclamar por causa desse post ok? 


See you tchau pessoal \o_

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Julgar Sem Pensar


Dê finalidade aos seus julgamentos.
Essa frase acima, é a que me fez pensar em escrever este texto agora.

Primeiro porque um debate nada mais é que a exposição de idéias, seja elas iguais ou diferentes das suas, discuti-las e finalizar com acordo, ou pelo menos com o entendimento das pessoas envolvidas.

Debater sobre qualquer assunto que seja, é uma forma inteligente de procurar entender as novas formas de pensamento, isso é o que penso.
Mas vou usar como exemplo de debate, o nosso amigo nosso de cada atualização, o Facebook. Nele as pessoas pode livremente expressar suas emoções, por meio de frases, textos, imagens, etc.
Lá todo mundo é igual, na sua livre forma de expor idéias. Até não impedido-as de plagiar as idéias de outros, por meio de compartilhamento, ou até o nosso básico Ctrl C + Ctrl V.

O clichê da vez é a maneira de discutirem ideais, e promover movimentos em massa para talvez alertar, e se não, tentar provocar um motim, a fim de mudar um sistema já criado.
As pessoas em seu subconsciente creiam que agem por meio de clique, a tal mudança positiva. Talvez, pensam elas que compartilhar animais maltratados mude a forma de pensar do agressor, ou talvez por meio de compartilhamento em massa, alguém deixará de dar o posto do político corrupto, a honra de ser mais uma vez eleito.
Não estou aqui para julgar esta forma de campanha.
Até porque é interessante que mais pessoas saibam dos reais problemas que nos sondam a décadas, e que aos poucos, todos são informatizados.
Fora que a leitura é gratificante, se uns não se adaptam aos livros, que sintam gosto de ler uma matéria online!

O que me chama atenção, dentre tantas formas de protesto, é o protesto positivo, aquela onda de positividade que chega por meio de imagens e frases de fé, perseverança e boas novas.
Pessoas alegres, vivendo num bairro alegre, com um sol e um céu azul alegre, igual a propaganda de carro, tudo muito limpo, muito Matrix.
Por um lado, eu particularmente gosto muito de me motivar em ver e ler tais formas de expressão, por outro, me vejo fora deste mundo.

É como se eu não estivesse fazendo ABSOLUTAMENTE NADA, para que isso tudo seja verdade em minha vida, e peco em pensar que as pessoas talvez abram os olhos para o mesmo fato.
Compartilhamento não muda vidas, não muda estilo, e não muda caráter.
Infelizmente por mais que saibamos que é incorreto julgar qualquer um que seja, estaremos prontos para dar-lhes agulhadas de palpites, achando que essa forma de agir é errada aos tais bons costumes.
Porém, eu assim como uma pequena parcela de pessoas, seguramos nossos impulsos para não sair metralhando o mundo – no caso virtual – por não serem tão verdadeiros em suas redes sociais.
Claro, eu não vou metralhar ninguém por ser ‘’ feliz ‘’.
O X da questão, é que, é do meu modo de agir, usar da expressão oral e escrita, para me expressar, só o que o que me diferencia dos demais, é o fato de não estar TODO DIA DE BEM COM A VIDA!
- Eu nunca questionei alguém por causa de sua felicidade efusiva.
Mas vejo que as pessoas se incomodam com a minha efusiva negatividade.

Comékié! Tu não é filiz carai, então eu odeio voxê! ¬¬
Até interessante.
Dá para estudar este comportamento nas pessoas, pois li uma vez que negatividade, atrai negatividade, e que afasta quem nos quer bem.
O que na prática é o contrário.
A negatividade sem motivos de fato, é inojante, assim como também a felicidade desmedida e fantasiosa também é.
Assim como alguém quer mudar o mundo com a positividade, haverá sempre alguém alertando os perigos da alienação fantasiosa.
Haverá o preto no branco, o ateu contestando o cristão, o despojado tentando mudar o rígido, e assim por diante.
A visão das pessoas perante o que somos aqui dentro do mundo virtual, é totalmente destorcida de como somos pessoalmente, quem nos conhece pessoalmente tem uma visão diferente daquela que achamos que somos.
É assim, em todo o lugar.
Pergunte a alguém agora o que ela acha de você, dos seu comportamento; Faça o teste, pergunte se as pessoas o (a) vê como uma pessoa madura.

Já fui comparada por ser nova ( por foto ), outra vez por ser velha ( pelo que escrevo ), outra vez por ser infantil, outra vez por ser ranzinza, outra vez por isso, outra vez por aquilo e assim por diante... nunca haverá uma só resposta ao que somos para os outros, assim como o que tentamos passar para os outros.
A minha visão de mundo e mudança dele é totalmente contrária ao que você pensa, e o assim vai indo.
Alias, escrever o que pensamos é uma ótima terapia, se você pensa algo agora, daqui uma semana já está pensando diferente.

Então, antes de achar que o certo é o seu jeito de ser e agir, e o outro está fazendo tudo errado, tome cuidado nos teus julgamentos. Talvez aquele momento é o momento dele questionar a si mesmo, e não há ninguém mais que ele para mudar isso, se ele quiser.
Em outras palavras não force o positivo ser negativo, não force o negativo ser positivo, debata sim, suas questões expostas, se assim for liberado para isso, mas não tente ser o dono da razão.
Isso é chato para caralho.
E mais chato ainda é agir apenas com as pontas dos dedos para mudar o mundo.
Mude o seu mundo, e respeite o do próximo, dê finalidade aos seus julgamentos, debata sem impor suas verdades, o outro estará aberto para ouvir, assim como terá sua vez de expor os reais motivos que o leva a agir e pensar assim, se houver um acordo em comum, todos sairão no lucro.


Até que quando você me suportar.
See you later \o_

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Coleção


Tem pessoas que são apaixonadas por coisas.
Coisas do tipo material.
Colecionam desde selo de correspondência a moeda antiga.
Colecionam pedras, colecionam folhas de papel.
Colecionam insetos e penas.
Colecionam isqueiros, livros e palavras.
Receitas, rabiscos, tinta e quadros.
Caixa, lixo, bijuterias.
Caderno, marcas, imagens.
Colecionam frases, carros, bonecas, bola de gude, dente de jacaré.
Colecionam fotos e nelas momentos.
Mas o que não entendo é por que as pessoas colecionam magoas !

E você o que coleciona?  


See you later \o_

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Falar Mal é Fácil ...


(...) Difícil mesmo é falar bem de alguém.



O quê é isso que as pessoas chamam de união, de amizade e solidariedade?

Hoje em dia é status ter complexos e desvio de personalidade, tais como expor que é bipolar e sair descredibilizando o trabalho do outro por não ser igual ao que ‘’ maioria considerada boa nisso ‘’ e se achar superior, como se fosse uma dádiva.

Essa tal diferença que as pessoas dizem ser, é a mesma diferença de menosprezar o próximo (?), de chamar alguém de lixo(?), sem ao menos ter analisado todo o processo que levou ao material final 
( isso independente do que seja feito - desde trabalhos escolares, textos, vídeos, até profissionais ).
É isso que chamam de '' sou diferente '' ?

No primeiro texto –  Maldita Crítica Construtiva     pude notar a falta de argumentos em explicar a mensagem que gostaria de dar. Li novamente, e por conta da falta de criatividade, sim, eu admito que anda me faltando o que falar, resolvi criar um texto mais explicativo – ou não neah? – do que seria, essa tal crítica construtiva, que hoje é muito usada MAL usada, como uma forma um tanto digamos, subjetiva, de diminuir a auto estima das pessoas.
Por esse motivo, abro a sessão 100 Coleta Seletiva, onde eu faço uma releitura de textos postados aqui em forma de vídeo. O que na realidade a ideia não prestou :(
Mas tudo bem para quem ainda tiver folego e encarar os mais de 7 minutos de vídeo.

Alias, também quero dizer que o blog ainda está em reformas, e aceito ( sempre ) sugestões, agradecendo desde já, quem já me ajudou e ajuda bastante na divulgação, os leitores, e os meus críticos de plantão.




Obs. Falei de bipolaridade mas não tem nada haver com o assunto, só me veio na ideia e escrevi :x
Infelizmente o vídeo não saiu como gostaria, NOTA-SE NITIDAMENTE, o roteiro do que seria dito está neste link rsrs.
Vide a bula: Roteiro de Maldita Crítica Construtiva   É PARA CLICAR NO LINK !


See You Later \o_

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

тô 100 ι∂єιαѕ

Olá para você que não desistiu de vir aqui procurar novos textos!

É, tenho sofrido da anemia epilética da falta de criatividade para escrever. E acho que muitos blogueiros já passaram por isso antes. E muitos destes já desistiram de blogar por conta dessa anemia.
  
A falta da criatividade é comum, o que não é comum para quem tem blog é que essa falta pode desencadear  a perda dos leitores mais frequentes.
A perda da qualidade de assunto – isso quando se tem algum assunto para falar neah? E a perda de vontade de falar de alguma coisa que crie uma curiosidade no leitor, porque de nada adiantará você escrever todo santo dia, e não ter pelo menos um assunto que instigue que fascine ou que faça com que quem leia se sinta interessado em continuar acompanhando o blog.

Pois é, deve ser a crise da falta de idéias que faz com que muitos blogueiros desistam de suas contas.
Não gostaria de desistir da minha, até porque, antes deste blog se tornar o Tô 100 Ideias , era um blog de divulgação filantrópico.  Ajudar animais é filantrópico, não é ???

E só pude dar continuidade aos textos graças a meu amigovisk virtual Edenilson vide site: Ed Nerd que foi se não O MAIOR LEITOR DO BLOG DE TODOS OS TEMPOS, ajudando a divulgá-lo, e também aos meus amigos virtuais que fui conquistando por meio deste e de outros sites como o Formspring.
O fato é que, escrever qualquer coisa para manter atualizado não é o meu objetivo. E nem tampouco, falar de tudo que ocorre e que todo mundo faz questão de dar a sua opinião.
O blog foi fundado pela falta de idéias, e é por este motivo que escrevo agora falando justamente desta falta, irônico ¬¬

Pedi, muitas vezes por meios (i)lícitos sugestões de assuntos que interessassem o publico leitor. Recebi várias sugestões, inclusive algumas polêmicas como religião e ateísmo, mas também, não faz parte da minha índole programar a discussão agressiva e provocar desavenças por meio deste – nem por qualquer outro meio.

Então hoje resolvi escrever justamente sobre a falta do que escrever.
E ser sincera o bastante, para admitir que não ando tendo boas ideias, nem vivenciando situações interessantes para documentar aqui.
Essa falta de pensamentos me fez rever tudo que já postei .

Eu vejo o blog como um diário virtual, que compartilho com mais pessoas. Elas podem ser conhecidas, ou não. E é por isso que procuro de alguma forma escrever ou tentar melhorar os assuntos que você lê.
As vezes, é claro, eu não vou agradar quem de cara acha que vai achar um blog de humor, de beleza ou de qualquer coisa que vier a sua cabeça.
Porque o tema é sugestivo a não ter nada de interessante.

Por saber que algumas pessoas gostam de ler o que posto. Venho dar meu parecer justificando talvez a minha falta de criatividade para escrever.
Obrigada aos que ajudaram e ajudam.
Obrigada aos que tem consideração.
Eu já disse e repito, no que puder ajudar outros bloggers, estou aqui.

Prometo, que estou procurando novas formas de fazer este blog ficar mais divertido.
Até quando der.


Enquanto nada tenho a oferecer, veja minha nova filhinha *---*



See You Later !