terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Algo Mais Sobre Amor

Ola pessoa do outro lado da tela.

Feliz resto de todos os dias de 2012. Espero que esteja bem, de saúde e mentalmente disposto a seguir lendo o resto deste post.

Hoje falaremos do amor, isto mesmo! DO AMOR... Falar sobre este assunto mexe com a imaginação dos sonhadores e sonhadoras, dos que tem o sentimentalismo aguçado, e que acha super fofo as frases clichês que são facilmente comercializadas na opção COMPARTILHAR de seus sites favoritos. Ai que Love <3
Muito se lê sobre o que é de fato compartilhar o tal do amor, sei lá, eu adoro saber o que cada pessoa pensa a respeito disto, porém como eu sou mutável – assim como todo mundo é – notei que algumas relevâncias poderiam ser mudadas, claro no meu cretino ponto de vista.

Com esta grande vantagem que a internet nos trás, é fácil explicar a formação de namoros pela internet, pois além de diminuir a distancia entre o casal, possibilita ainda, ter várias formas de dedicar o seu tempo que antes era restrito apenas pelas cartas e ligações; você pode por exemplo, enquanto está no horário de almoço, postar em algum treco ai um  - EU TE AMO – EU TE QUERO – EU TE PEGO – EU TE EXCULACHO ¬¬ essa ultima foi versão infunk !

Mas não era bem isso o que eu queria falar, ou queria talvez, mas gostaria de poder falar de tudo um pouco. Bom, creio eu que você tenha passado por alguma – várias – desilusões amorosas, e isto é traumatizante neah? Eu não vou por a peneira e dizer que tudo vai mudar e blá blá não viu, se tu é um/a zero a esquerda no amor, então está com um azar danado de passar o resto de sua vida medíocre de frente a um PC ! #trágico.

Agora eu aprendi a tirar vantagem do azar, e da internet, e das desilusões que da vida ganhei, e gostaria muito que você também tenha ganhado experiência de vida, superado ou até encontrado o amor, a tampa do balaio, o pendrive do seu CPU, agora se não, azar o seu viu, e meu também !

Mas depois de tantos versos e Camões da vida, li esta semana um texto do Arthur da Távola -  PARA QUEM QUER APRENDER A GOSTAR – primeiro gostei do título, porque não diz nada sobre aprender a AMAR, tem muitos por aí que se intitulam sábios do amor e não sabem fazer nada além de dizer isto.

Uma parte dele é assim:

''Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar:
aprenda a fazer bonito o seu amor.
Ou fazer seu amor ser ou ficar bonito.
Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito.
Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender.
Tenho visto muito amor por aí.
Amores mesmo, bravios, gigantescos, descomunais, profundos, sinceros, cheios de entrega, doação e dádiva.
Mas esbarram na dificuldade de se tornar bonitos.
Apenas isso: bonitos, belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e atenção.
Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiras.

Aí esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais de repente se percebem ameaçados apenas e
tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram; exigem; rotinizam; descuidam; reclamam;
deixam de compreender; necessitam mais do que oferecem; precisam mais do que atendem; enchem-se de razões.
Sim, de razões. Ter razão é o maior perigo no amor.
Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reivindicar, de exigir justiça,
equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento
de sua vida no qual não possa ter razão. Nem queira. Ter razão é um perigo; em geral
enfeia um amor, pois é invocado com justiça, mas na hora errada. Amar bonito é saber a hora de ter razão.
Ponha a mão na consciência. Você tem certeza de que está fazendo o seu amor bonito?''
...........................................................................................................................................
E lendo este texto, claro inteiro, pensei comigo que tudo que estive vivendo ate hoje era uma brincadeira, achei e sempre acho que sou incapaz de tal poder para sentimentalismos,  e outra, sou contra aquela de ‘’ para amar não precisa estar perto ‘’ – PRECISA SIM, de um jeito ou de outro, ninguém ama o vazio, o mudo, o quieto, o obscuro, se você ama você procura, você quer bem, pensa em ser a felicidade, e em transmitir isto a quem lhe quer bem, então se as pessoas não estão de fato lhe amando, é porque você não emana amor de verdade, ou simplesmente não quer receber isto, seja humano para admitir não querer ou não entender esta lógica do amor, e se aprender o que é de fato amar, tenha a humildade de pedir perdão a si mesmo pelos enganos que deixa entrar em sua vida.

Um beijo em sua alma e desconfie de todas as pessoas que te chama de amore. Mó falsidade caralhuda ¬¬

Hasta La Vista 

6 comentários:

  1. Nanda...sinceramente, o melhor post de todos até agora...gostei demais dele. pra mim, Amar é doar-se para o outro. abrir mão da razão, do conforto e de si mesmo pelo outro. Dizer que ama é facil, dificil mesmo é demonstrar no dia-a-dia. Então, concordo totalmente com o que disse: "dsconfiei mesmo" é mó falsidade mesmo, ainda mais pela net, já que não precisa mostrar o rosto enquanto mente.
    Allan Radaic

    ResponderExcluir
  2. Eu nem sei o que comentar! Nanda...você está no caminho certo do amor. O Allan já disse tudo por mim. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eu também vou concorda com o Allan :)
    Falar é fácil e é uma arma poderosa que pode ser usada para o bem ou para o mal, agora demonstrar a sua verdade é outros quinhentos...

    Gostei muito deste poste Nanda, já conhecia esse texto a algum tempo e adoro ele... Principalmente a parete "Talvez aí você consiga fazer o seu amor bonito, ou fazer bonito o seu amor, ou bonitar fazendo o seu amor, ou amar fazendo o seu amor bonito"

    E tem uma frase nesse texto que eu acho que cabe como ensinamento a todo mundo "Falando besteira, mas criando sempre".
    Assim devemos seguir :) o/

    ResponderExcluir
  4. Uau, surpreendente, sério fiquei sem reação nenhuma sobre o que tu escreveu, é ótimo. E faço as minhas, as palavras do Allan!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Nossa que perfeição lindona...

    Sem dúvidas foi o seu melhor post de todos os tempos. haha

    ameii...


    beijooo nerdzinhaa. *___*

    ResponderExcluir